Meu Ben (um poema de pai, uma crônica ao filho)45313

Um nascimento bem-vindo
Teu futuro bem-virá
Por Deus, és bendito
No mundo, bendirá

Menino, bem bolado!!!
Crescido, bem-me-quer?
Formado, bem amado
Maduro, bem casado

Serás bem-sucedido
Em caminho bem-intencionado
De sonhos bem cacheados
Teus verdes olhos, bem eu
Bem teu

Bem de nenhum mal
Que vem do bem,
Bem que traz o sal
Seja o bem contra o mau

Vem, Ben, caminhar nessa estrada
Mesmo cumprida, bem cansada
Quero te ver bem por onde andar
Estarei bem aqui a te mirar

E assim, de “bem com a vida”
Seja vida, seja o bem
E até o seu próprio bem
Oferte, Ben, a que não tem

Fui bem feliz na tua chegada
Quando chegar bem na partida
Por último, lembre bem
Que o bem vence e sempre vem

E na despedida, olhe bem no meu olhar
Para que bem eu viaje ao além,
Levando esse bem maior comigo
Meu filho, meu Ben, meu amigo. 

Fonte: Por Heron Cid