Técnico de celular executado a tiros dentro do mercado público de Icó46586

Crime provocou pânico entre lojistas e consumidores neste sábado,7, na cidade de Icó

Tiros e corre-corre ao meio-dia e meia deste sábado no Centro da cidade de Icó assustaram compradores e feirantes no mercado público. O técnico de celular, Allan Miguel de Lucena Medeiros, de 28 anos, natural do Rio de Janeiro, que morava há pouco tempo em Icó, na conhecida rua do Balão, no bairro Cidade de Deus, foi executado com pelo menos seis tiros de pistola calibre .380 no rosto.

           De acordo com testemunhas, uma dupla é suspeita do homicídio. Após o crime, os dois fugiram em uma motocicleta que estava nos fundos do mercado.

        Policiais civis e militares estiveram no local ouvindo testemunhas. Foram encontradas e apreendidas cápsulas deflagradas de pistola .380. O crime tem características claras de execução.

       O delegado Girlando Pereira disse que a vítima não tinha passagens na Polícia no Ceará, mas respondia processo no Rio de Janeiro. Entretanto, o delegado não soube o delito. “Vamos investigar o caso e não sabemos ainda a motivação do crime”.

       Allan Miguel foi executado na frente da companheira dele, Viviane Cavalcante,  31 anos, que se abaixou dentro do estabelecimento comercial, para não ser atingida. Ela ficou abalada, mas confirmou que o crime foi cometido por dois homens e que eles entraram por trás do mercado até o Box 34, onde funciona a loja de assistência técnica de celular.

       Um feirante que pediu para não ser identificado contou que a dupla chegou e atirou rapidamente, sem chance de defesa. “O medo foi grande e tudo foi muito rápido”, disse. “Eles fugiram por trás em uma moto”.

       Os tiros dados contra a vítima causaram pânico no mercado, onde centenas de pessoas passam diariamente.

       O corpo do carioca foi encaminhado de Icó para ser necropsiado no IML de Iguatu.

Com colaboração de Richard Lopes