Pai e filho são presos suspeitos de matar empresário a tiros na praia do Bessa, em João Pessoa46682

Dupla confessou o crime, diz Polícia Civil. Um terceiro envolvido ainda não foi identificado.

Empresário morto a tiros na praia do Bessa, em João Pessoa — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Um jovem de 19 anos e um homem de 44 anos foram presos na noite desta quarta-feira (11) e na manhã desta quinta-feira (12) suspeitos de matarem um empresário a tiros na praia do Bessa, em João Pessoa, no último sábado (7). Os dois suspeitos são pai e filho. De acordo com a Polícia Civil, a prisão em flagrante aconteceu durante a Operação Gold Chain. De acordo com a Polícia Civil, a dupla confessou o crime.

empresário de 59 anos foi identificado como Uranildo Farias. Ele foi morto a tiros, na manhã do sábado (7), na praia do Bessa, em João Pessoa. Segundo a polícia, a vítima tinha ido à praia comemorar o aniversário quando foi surpreendido por dois homens que atiraram contra ele.

Josias Pereira da Silva foi preso no bairro do Bessa na noite da quarta-feira. Isaías da Silva Pereira foi preso em Olinda, em Pernambuco, nesta quinta-feira. Josias é pai de Isaías.

Conforme a investigação da Polícia Civil, Isaías e um terceiro indivíduo ainda não identificado abordaram a vítima, que estava à beira-mar. Quando os suspeitos chegaram na praia, o objetivo era realizar algum assalto, mas ainda não sabiam que a vítima seria Uranildo. Quando perceberam que a vítima passou com um cordão grosso de ouro, o abordaram na praia. Ao anunciar o assalto com uma arma na mão, a vítima esboçou uma reação e foi atingido com um tiro no peito.

Enquanto isso, Josias esperava os outros dois para fugir após a ação. O veículo usado na fuga foi alugado para o trio realizar assaltos na orla de João Pessoa. O carro foi apreendido no momento da prisão de Josias.

Primeiras informações sobre o crime

Em entrevista à TV Cabo Branco, a delegada titular da delegacia de homicídios, Wanderleia Gadi, disse que acompanhou a perícia e que provavelmente o empresário teria reagido a uma tentativa de assalto e foi atingido por um tiro no peito. Ela contou também que Uranildo tinha ido à praia para comemorar o aniversário com amigos e familiares.

"Ele estava na companhia de duas mulheres quando chegaram dois homens. As pessoas que estavam na praia disseram que é possível que os suspeitos sejam menores de idade, mas estavam armados. O empresário estava com uma corrente de ouro, relógio, mas se recusou a entregar os pertences aos assaltantes, quando levou um tiro. Segundo testemunhas, havia um carro esperando os suspeitos", afirmou a delegada.

Conforme relata a delegada, o homem já era um frequentador conhecido na praia. Neste sábado, ele teria chegado mais cedo porque teria combinado de encontrar uma comerciante de jóias para comprar uma pulseira. Quando foi surpreendido pelos dois homens, a vítima estava na presença da comerciante e de outra mulher. Os suspeitos estariam sentados em cadeiras próximas, observando.

Fonte: Redação do Vale do Piancó Notícias com G1