Jogo da Champions pode ter sido 'catalisador' do Covid-19 na Europa49131

Deslocamento de 45 mil torcedores de Bergamo para Milão é hipótese para alastramento da doença. Dois mil espanhóis também estiveram presentes

A partida entre Atalanta e Valencia, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Champions League, pode ter sido o detonador para a transmissão desenfreada de coronavírus na Itália, segundo indica o jornal “La Repubblica”. A hipótese se dá devido ao deslocamento de 45 mil torcedores do clube nerazzurri de Bermano, na província da Lombardia, a mais atingida do país e onde foi constatado o primeiro caso, para Milão, pois o duelo foi disputado no San Siro.

As investigações sobre o tema se dão tanto na Universidade de Roma quanto na Universidade de Valência. Ainda não há provas sobre o estudo, mas o plantel do time de Mestalla é o mais infectado da Espanha, com cerca de 35% do plantel testando positivo para coronavírus, além de jornalistas que trabalharam na partida e tiveram que ser hospitalizados mais tarde.

Em entrevista ao jornal “Corriere dello Sport”, o professor de Reumatologia de Ciências Biomédicas Francesco Le Foche comentou como o contágio pode ter se espalhado.

 

"A aglomeração de milhares de pessoas a centímetros umas das outras associadas a manifestações de euforias, gritos, abraços, pode ter favorecido a replicação viral. Estamos falando de uma ênfase coletiva de uma festa histórica."

O diário italiano tem como fonte a Unidade de Crise de Proteção Civil, mas apesar da hipótese ser maior do que apenas uma sugestão, ela não é uma certeza científica. A província de Bergamo, na Lombardia, onde fica a Atalanta, é a mais atingida pelo coronavírus na Itália. São mais de quatro mil casos na região que tem pouco mais de um milhão de habitantes. A diferença da região para Milão são de 70 quilômetros de distância. Além dos torcedores e profissionais italianos, cerca de 2300 pessoas saíram da Espanha para acompanhar a partida.

Fonte: Lance