EUA e China competem pelo posto de 'maior ameaça mundial'46569

Em pesquisa, dois países foram os mais citados como sendo ameaças nacionais para 17 países, principalmente pelos vizinhos México e Filipinas

Os Estados Unidos e a China não travam apenas uma disputa econômica e de hegemonia geopolítica, os dois países também lutam pelo posto de maior ameaça à segurança mundial.

Em uma pesquisa realizada pelo instituto americano Pew Research na quinta-feira (5), os dois países foram os mais citados pelos habitantes de 17 países (Argentina, África do Sul, Austrália, Brasil, Coreia do Sul, EUA, Filipinas, Japão, Índia, Indonésia, Israel, Líbano,  México, Nigéria, Quênia, Tunísia e Turquia), sobre quem eles consideravam a maior ameaça mundial. A mesma pesquisa também questionava quem eles consideravam como sendo o maior aliado.

Problemas com vizinhos

 

Para 56% dos mexicanos, os EUA são a maior ameaça, enquanto 27% vêem os vizinhos como o maior aliado. Segundo o instituto, a eleição de Donald Trump impactou diretamente como o México enxerga o vizinho, já que o presidente não disfarça falas racistas, defende leis anti-imigração e chegou a dizer que vai classificar cartéis como grupos terroristas.

A Turquia aparece no segundo lugar entre os que consideram os norte-americanos como uma ameaça, com 46%, seguidos pela Argentina, com 40%, apesar dos presidentes dos dois países, Tayyp Erdogan e Maurício Macri, terem uma relação de amizade e cordialidade com os EUA.

O ranking com os cinco primeiros países termina com Canadá (20%) e Brasil (18%). Mesmo aparecendo na lista, 32% dos brasileiros consideram o país de Trump como o principal aliado, mesmo com a falta de reciprocidade nos vistos, os privilégios dados por Bolsonaro ao presidente americano e as sanções do norte-americano contra o aço brasileiro.

A pesquisa destaca a relação ambígua dos americanos com o resto da América Latina. Em anos anteriores, os presidentes latinos mantinham uma relação de amizade e troca com governos americanos, como o Brasil, que tem os EUA como maiores compradores de algumas matérias-primas.

Mesmo assim, os americanos são vistos com desconfiança por parte da população, seja por terem sofrido sanções ou aumento de taxas ou pelo apoio às ditaduras latinas no século passado.

Relação difícil

Quanto mais próximo dos EUA e China, maior a chance do país ser citado como sendo uma ameaça. A China é considerada um perigo por quatro países asiáticos: Filipinas (62%), Japão (50%), Austrália (40%) e Coreia do Sul (32%). Fechando os 5 primeiros, está o Canadá (32%). O país também é citado por 21% dos indonésios e por 24% dos americanos.

A China se tornou uma ameaça pela influência e crescimento econômico. Apenas 6% dos países citaram o país como sendo um aliado, enquanto os EUA tiveram 27% das citações.

Fonte: Giovanna Orlando, do R7