Escritor paraibano Paulo Nunes morre no Goiás46326

Poeta, repentista e cordelista, era bacharel em Direito e jornalista profissional.

O escritor Paulo Nunes Batista, natutal de João Pessoa, morreu na manhã deste domingo, 1° de dezembro, aos 95 anos de idade. Poeta, repentista e cordelista, era bacharel em Direito e jornalista profissional.

Trabalhou como vendedor ambulante de folhetos de cordel e livros.Conquistou vários prêmios literários.

É citado na enciclopédia Delta Larousse. Teve poemas traduzidos para o espanhol, inglês e japonês e mais de dez livros publicados.

ORIGEM – Natural de João Pessoa, na Paraíba, Paulo Nunes deixou sua terra na adolescência, indo para o Rio de Janeiro e depois morando em cerca de 20 cidades brasileiras até se radicar em Anápolis a partir de 1950. Em terras goianas tornou-se funcionário público estadual e membro da Academia Goiana de Letras.

Foi importante militante do Partido Comunista do Brasil entre 1946 e 1952. Leia trecho do seu Poesia Popular.

O cordel é brasileiro
fala do que o Povo sente
no verso lido na praça
ou cantado no repente,
pois cordel é voz da raça,
é (em)canto de nossa gente.

Fonte: Anápolis 360