Concluintes de Técnico de Enfermagem entram na justiça contra instituição educacional que sumiu, em Conceição39421

Outra reclamação dos alunos, é que a instituição não atende mais o telefone, cortando totalmente o contato com os concluintes.

vMais de 20 concluintes do Curso de Técnico de Enfermagem entraram com ações na justiça para terem direito aos seus certificados de conclusão na cidade de Conceição (PB).

Segundo informações prestadas pelos proprios concluintes, a turma teria iniciado em março de 2015, com aulas presenciais aplicadas pelo Instituto Educacional Ruymar Gomes (IERG), em uma escola da cidade. Depois alguns meses, a instituição trocou de nomenclatura, passando a se chamar Centro De Ensino Técnico E Social Do Brasil (CETECS).

Em novembro de 2017, a turma teria concluido todo o cronograma das aulas, chagando ao final do curso, qual eles esperavam ter ao menos direito ao certificado de conclusão, conforme previsto no contrato assinado por todos.

Em março desse ano, comecou o drama na justiça, quando os concluintes resolveram acionar o Ministério Público. Na frente do promotor, a instituição se comprometeu a cumprir com a sua obrigação, e segundo uma das estudantes, até o presente momento, ninguem recebeu o seu certificado.

Um concluinte disse que já perdeu de participar de vários concursos públicos para a sua área, já que não consegue provar a sua formação.

Esperançosa, a turma resolveu ingressar com as ações na Jusiça de Conceição em busca de uma tutela judicial.

“Assistimos todas as aulas que aconteciam quinzenalmente. Todos nós cumprimos com a nossa parte que foi adimplir com as parcelas, passar nas avaliaçoes, além de estagiarmos para o preenchimento das horas curriculares. Agora queremos o que é de direito”, diz a concluinte.

Outra reclamação dos alunos, é que a instituicão não atende mais o telefone, cortando totalmente o contato com os concluintes.

Segundo o advogado Dr. Vanderly Pinto, as ações foram ingressadas contra o professor Ruymar Gomes Do Nascimento e suas duas instituições, IERG e CETECS. Ele informou que foram ingressadas 20 Ações de Obrigação de Fazer cumuladas com Pedido de Indenização por Danos Morais e Tutela Antecipada Incidental. “Não há como mensurar o prejuizo que esses concluintes tiveram até o momento. São pessoas que já poderiam estar inseridas no mercado e trabalho, pessoas que investiram nos estudos e apostaram em um futuro melhor. Agora passam por todo esse constangimento, tendo que buscar o poder judiciário para terem direito aos seus certificados”, comenta.

Em Conceição, várias instuições de ensino atuam na formação de pessoas, oferecendo cursos de graduação e pós-graduação.

 

Fonte: Diamante Online