Esportes

04/12/2018 - 04:35:54

Suposta escalação irregular pode mudar acesso e queda

Lateral-direito Ernanes disputou 31 rodadas com uma suposta documentação falsa; caso poderia beneficiar Sport e Ponte Preta, prejudicando Ceará e Goiás

Autor: Redação do Portal

Uma suposta escalação irregular pode mudar os rumos das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. Um erro na documentação do lateral-direito Ernandes, que atuou 31 vezes pelo Goiás, poderia acarretar em punição e perda de pontos. Com isso, o clube esmeraldino perderia o acesso para a elite e daria lugar à Ponte Preta, que ficou em quinto lugar. Além disso, o atleta também defendeu o Ceará em um jogo este ano, contra o Santos, na primeira rodada. Devido a isso, o clube nordestino também poderia ser punido - seria rebaixado e salvaria o Sport, que terminou em 17º lugar, o primeiro do Z4.

Resultado de imagem para Suposta escalação irregular pode mudar acesso e queda

Ernandes Dias Luz nasceu em 11 de novembro de 1987 e, assim, foi registado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Entretanto, a certidão de nascimento do atleta consta com outra data: 11 de novembro de 1985. Com isso, o lateral-esquerdo teria sido registado com dois anos a menos que a sua idade verdadeira, configurando a irregularidade. 

O artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) prevê "perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais)" em caso de escalação irregular. O LANCE! entrou em contato com a Ponte Preta, que afirmou estar analisando a situação para tomar as medidas cabíveis.

A informação sobre a suposta irregularidade foi divulgada pelo repórter Pedro Orioli, da Rádio Central de Campinas. O LANCE! também entrou em contato com o Goiás e recebeu como resposta uma nota oficial (veja abaixo na íntegra). Nela, o clube afirma que "o ato não acarretará nenhum tipo de ação ou punição e que "o atleta está de férias e até o momento não foi localizado para prestar esclarecimentos".

A outra possibilidade
O 'caso Ernandes' tem semelhança com a situação vivida por Carlos Alberto, quando o jogador atuava pelo Figueirense em 2006. O atleta havia modificado cinco anos na sua carteira de identidade. Na época, o assunto foi parar nos tribunais, mas os catarinenses se salvaram de punição - o atleta foi afastado do futebol por 360 dias.

Nota oficial do Goiás

No Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ernandes Dias Luz nasceu no dia 11 de novembro de 1987, ou seja, como consta no documento apresentado pelo jogador no ato de contrato com o Goiás Esporte Clube. Se o atleta possui outra documentação, o fato não é de responsabilidade do clube que o contratou e sim de quem efetuou o registro do jogador como profissional de futebol. Em toda documentação de Ernandes apresentada ao Goiás, desde Carteira de Trabalho, de Reservista, Carteira de Motorista e de Identidade apresentam a data de nascimento com o ano de 1987. Fato este que não acarretará nenhum tipo de ação ou punição contra o Goiás Esporte Clube. O atleta está de férias e até o presente momento não foi localizado para prestar esclarecimentos sobre o fato apresentado.

Fonte: Terra