Policial

10/07/2019 - 00:01:22

Onze pessoas foram presas através da tecnologia de reconhecimento facial no São João de Campina Grande

O secretário Jean Nunes destacou a aprovação do público no que se refere à sensação de segurança. Foi um dos melhores eventos dos últimos anos no Estado.

Autor: Da Redação

 A Polícia Civil da Paraíba avaliou “O Maior São João do Mundo 2019” como o mais tranquilo dos últimos anos. Essa constatação se deu também pela avaliação do público que, segundo pesquisa realizada no Parque do Povo, 85% dos participantes da festa consideraram o evento extremamente seguro ou seguro.

Os dados foram revelados nesta terça-feira (9), em Campina Grande, onde representantes das três forças policiais – Polícia Civil, Polícia Miliar e Corpo de Bombeiros – apresentaram um balanço das ações realizadas durante os 30 dias do Maior São João do Mundo.

O secretário Jean Nunes destacou a aprovação do público no que se refere à sensação de segurança. Foi um dos melhores eventos dos últimos anos no Estado.

“O São João de Campina Grande é um evento diferenciado, pelo público que recebe e pela projeção que dá a cidade, em nível nacional. O resultado da aprovação e sensação de segurança das pessoas que vieram à festa é fruto de um trabalho integrado no qual todos, com muito empenho, conseguiram ter êxito. Quero agradecer a todos os órgão envolvidos e à imprensa também”, frisou.

Segundo a delegada Tatiana Matos, da 2° Superintendência de Policia Civil em Campina Grande, foram empregados mais de 700 policiais civis distribuídos em todas as áreas do evento, tanto em Campina Grande, quanto em Galante e outras localidades.

“O mais importante foi o trabalho integrado entre as policias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros. A presença dos policiais inibiu a ação de bandidos e deixou a população mais confiante”, destacou.

Com as delegacias abertas em regime de plantão e as delegacias móveis no evento a população se sentiu mais segura para aproveitar as atrações da festa.

“Isso mostra que a Policia Civil estava presente e mais próxima do povo no momento em que foi preciso. Não houve registro de homicídios ou crimes graves. A maioria das ocorrências foi de furto de celular sem que houvesse maior potencial ofensivo”, ressaltou o delegado Pedro Ivo, titular da 10ª Delegacia Seccional de Campina Grande.

Tecnologia

Tecnologia de reconhecimento facial – Ao todo, 11 pessoas foram presas por conta da tecnologia de reconhecimento facial utilizada pelos órgãos de segurança na Central de Monitoramento instalada no Parque do Povo. Todos eram foragidos do Sistema Prisional ou tinham mandados de prisão em aberto.

Segundo a Polícia Militar, houve mais de 200 reconhecimentos de pessoas cujas imagens constam nos bancos de dados dos órgãos de segurança e as prisões da Paraíba representam o maior número já registrado no Brasil com uso dessa tecnologia, sendo ‘case’ de sucesso.

Os órgãos operativos de Segurança Pública do Estado também contaram com o uso da tecnologia de LTE portátil, dispositivo que cria uma “bolha” (área de cobertura definida), provendo no local uma rede totalmente autônoma e independente das redes de celular comum.

O equipamento tem a capacidade de envio e recebimento de dados (vídeo, mapas, áudios e demais informações do centro de comando e controle para os agentes em campo, os agentes entre si e dos agentes para o Centro de Comando) em alta velocidade com integração entre diferentes dispositivos.

 

 

Fonte: PB hoje