Saúde

19/03/2018 - 07:24:55

Metade dos jovens precisa se vacinar contra HPV e meningite na PB

As vacinas oferecidas pelo SUS são seguras, com alta eficácia de proteção comprovada, disse.

Autor: Redação do Portal

Uma intensificação da vacinação dos adolescentes, tendo como foco as vacinas contra HPV e Meningites acontece a partir desta segunda (19), até o dia 28 de março. A ação segue recomendação do Programa Nacional de Imunizações para reforçar a vacinação nas escolas durante o mês de março. O Dia D será em 27 de março.

O Ministério da Saúde está convocando adolescentes de todo país para se vacinarem contra HPV (Papiloma Vírus Humano) e meningite. A preocupação da Pasta é com as baixas coberturas vacinais em todos os estados da federação. Na Paraíba, desde a incorporação da vacina HPV no Calendário Nacional, a cobertura com as duas doses é de 50,2% entre meninas de 9 a 14 anos e 53% entre os meninos de 12 e 13 anos, com a primeira dose. Devem se vacinar contra meningite os adolescentes de 12 e 13 anos.

Segundo a coordenadora estadual de Imunização, Isiane Queiroga, nesta data ao menos um município de cada região deve desenvolver ações em escolas. A coordenadora explicou que o trabalho realizado em escolas atinge um maior número de adolescentes.

A vacina está disponível durante todo o ano nas unidades de saúde, só que percebemos que o adolescente não vai até o PSF para ser imunizado, por isso decidimos ir até onde ele está, pedindo para os municípios reforcem as ações priorizando as escolas, disse. A SES-PB apoia a vacinação do adolescente no ambiente escolar por se tratar de uma ação estratégica para o alcance de altas coberturas vacinais, como foi observado nos países que adotaram este modelo, afirmou.

Isiane explicou que, na ocasião, deverá ser avaliada a situação vacinal do adolescente, referente a outras vacinas, recomendadas para esse público – Difteria e Tétano, Hepatite B e Tríplice Viral. A vacina meningocócica entrou no calendário vacinal do adolescente ano passado, ou seja, é uma vacina nova e que poucos adolescentes tomaram. É importante que os adolescentes sejam imunizados para se protegerem de possíveis doenças. As vacinas oferecidas pelo SUS são seguras, com alta eficácia de proteção comprovada, disse.

É fundamental que os municípios façam esforços no sentido de garantir a vacinação da população alvo, reiterando a importância de alcançar altas e homogêneas coberturas vacinais por faixa etária, comentou Isiane. 

Fonte: Luís Eduardo Andrade