Brasil

20/03/2019 - 19:06:10

Homem transmite HIV a mulher, picha que ela tem doença, e ela perde emprego

Mulher perdeu o emprego após o caso, segundo o MP-SP. Ex-companheiro ainda teria transmitido o vírus a ela. Ele pode recorrer.

Autor: Redação do Portal

Um réu foi condenado pela Justiça de Piracicaba (SP) a cumprir um ano e meio de prisão em regime semiaberto após ter discriminado e ameaçado a ex-companheira, que é portadora do vírus HIV. A condenação ocorreu após ele ter pichado no muro da casa da vítima que ela tinha a doença, e ela perder o emprego. Ele também foi condenado por ameaça e pode recorrer da decisão.

A decisão foi publicada na sexta-feira (15). Segundo a denúncia da Promotoria de Justiça de Piracicaba, os dois ficaram juntos por três anos e tiveram dois filhos.

Após a separação, o homem começou a ameaçar a ex-companheira enviando mensagens pelo celular, o que aconteceu em pelo menos 13 ocasiões.

Ainda segundo a Promotoria, o réu dizia ser traficante, homicida e ladrão, além de integrante de uma facção criminosa, fazendo com que a vítima acreditasse que tais ameaças poderiam se concretizar.

Além de ameaçá-la, o homem, então, pichou em um muro de Piracicaba o nome da mulher, divulgando que ela era portadora de HIV. Após isso, segundo a denúncia, ela perdeu o emprego.

Durante o processo, a Promotoria descobriu que o próprio réu que transmitiu o vírus à ex-companheira.

Com isso, a Justiça condenou o homem a um ano e quatro meses de reclusão, inicialmente em regime semiaberto, além de pagamento de multa pelo crime de discriminação contra pessoa soropositiva.

Ele também foi condenado a dois meses e 16 dias de detenção pelo delito de ameaça. Não foi decretada a prisão do réu.

O G1 procurou a Defensoria Pública de Piracicaba, que representa o homem, mas não recebeu resposta até esta publicação. 

Fonte: Redação do Portal Vale do Piancó Notícias com G1