Celebridades

13/12/2017 - 01:24:49

Ex-mulher de Naldo fala que também apanhava: 'ele é doente'

É uma coisa que cresce, aprisiona". Na ocasião, ela não fez uma denúncia. "Meu filho presenciou. Eu nunca denunciei porque pensava no meu filho, ele era muito pequeno. O Naldo nunca me deixou marcada", disse a mulher, que também conta que o ciúme possessivo sempre foi característica do ex-marido:

Autor: Redação do Portal

Em entrevista cedida ao programa Superpop, da RedeTV!, Branka Silva, ex-mulher de Naldo Benny, admitiu que também apanhava do cantor durante o período em que foi casada com ele, por 15 anos.

→ Pabllo Vittar e Chico Buarque são premiados pela APCA

→ U2 desbanca Taylor Swift em parada da Billboard

À apresentadora Luciana Gimenez, a mulher contou por que permaneceu casada com o funkeiro durante tanto tempo: "É uma coisa que cresce, aprisiona". Na ocasião, ela não fez uma denúncia. "Meu filho presenciou. Eu nunca denunciei porque pensava no meu filho, ele era muito pequeno. O Naldo nunca me deixou marcada", disse a mulher, que também conta que o ciúme possessivo sempre foi característica do ex-marido:

→ Eddie Vedder, do Pearl Jam, anuncia shows solo no Brasil

"O fato de ter amigo homem, trabalhar fora, roupa, independência... Eu não podia falar com homem no telefone, bonito, feio, não importava. Se ele estivesse do lado, era ele quem falava. Minhas amizades eram as irmãs dele, sair à noite, só com ele. Ele ficava muito bravo, mas só com a parceira, com os outros, não. Eu tinha medo, receio", contou.

Branka também conversou sobre o caso de agressão contra a Mulher Moranguinho, atual esposa de Naldo: "Ele é doente e torna quem está com ele doente. Acredito que com ela [Ellen] o grau foi mais elevado. A pessoa que apanha, que sofre esses abusos, ela também é doente, porque ela está presa dentro desse mundo. Eu acredito que ela estava pensando na filha, na família, e acredita que ele vai mudar. Para quem passa por isso, não é fácil. Muita gente julga, mas só quem passa sabe o que é ir numa delegacia denunciar o pai do seu filho e ir pra casa correr os mesmos riscos", disse. 

Fonte: Terra