Educação

09/11/2018 - 04:25:01

Estudantes de escolas públicas recebem 'educação emocional' para o Enem

De maneira ajustável dentro do cronograma normal das escolas, o processo está sendo feito em três etapas

Autor: Redação do Portal

Os estudantes das escolas estaduais da Paraíba vão receber, nesta sexta-feira (9), o “Dia D” Educação Emocional e Social, que consiste em preparar e acolher os jovens com atividades para ajudar na motivação e no estímulo da regulação emocional para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

De maneira ajustável dentro do cronograma normal das escolas, o processo está sendo feito em três etapas. Nelas, os alunos vivenciam depoimentos de ex-alunos, participam de grupos de diálogos, assistem vídeos motivacionais e ainda aprendem várias técnicas de respiração para acalmar e melhorar a concentração. Além disso, são compartilhadas dicas para que eles possam exercitar nos momentos mais convenientes.

Segundo a consultora pedagógica da Inteligência Relacional, doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Rafaela Paiva, ter regulação emocional é primordial para que o aluno, nesse momento tão decisivo, melhore sua concentração e não se deixe abalar pelos seus pensamentos.

“Somos tomados por emoções e é fundamental nos conhecer bem para saber como tirar melhor proveito das emoções agradáveis e desagradáveis, focando no maior objetivo, que é a aprovação”, disse.

Encontros
A Educação Emocional e Social também esteve presente nos encontros do #SeLigaNoEnemPB, que aconteceram de maio a outubro em todas as Gerências Regionais de Ensino, prestando o apoio no período de estudo e preparação para o exame.

Em 2018, o estado da Paraíba superou a média de inscritos do Nordeste no Enem: 35% dos alunos da Rede Estadual de Ensino se inscreveram para realizar a prova, enquanto no Nordeste essa média é de 33%.

Educação emocional
Entre os pioneiros no país, o estado da Paraíba desenvolve a metodologia de Educação Emocional e Social desde 2014 no Ensino Fundamental I e II, sendo ampliado, em 2017, ao 1º e 2º ano do Ensino Médio. Com esse trabalho, desenvolvido de forma sistemática em sala de aula, é possível evitar situações de estresse, bullying, uso e abuso de álcool e drogas, depressão e violência, por meio do desenvolvimento da empatia, do diálogo, da resolução de conflitos e da cooperação, alicerces da construção de uma Cultura de Paz. 

Fonte: Portal Correio