Esportes

10/10/2018 - 05:16:37

Alerta, Roberta se mostra pronta com Zé Roberto "no ouvido": "Gosta muito de falar"

Sob o comando do técnico, levantadora ganha espaço nos últimos jogos e se firma como opção. Nesta quarta, seleção encara a invicta Holanda pelo Mundial, em Nagóia

Autor: Redação do Portal

Durante boa parte do tempo, a voz de José Roberto Guimarães ecoa à beira da quadra. Contra o México, Roberta, titular na partida anterior, entrara ainda no primeiro set com a missão de acertar o ritmo do time. Do lado de fora, o técnico orienta a levantadora a todo o tempo. O alvo é quase sempre o mesmo – e quem está ali sabe dos motivos.

Alerta, Roberta se mostra pronta com Zé Roberto

- Acho que o Zé gosta muito de falar com as levantadoras (risos). Ele está sempre perto, falando, demonstrando como ele gosta que seja o nosso jogo. E acho, que no geral, levantadora tem de olhar muita coisa. E, às vezes, não conseguimos ver tudo. Por isso ele dá esses toques todas as horas, é muito importante. Quando você perde a lucidez, ou o rali é muito rápido, ele está ali com a vozinha. Mesmo na hora da raiva, sempre tem uma coisa boa para tirar quando ele grita. Sempre fico ligada.

Nesta quarta-feira, em Nagóia, o Brasil volta à quadra contra a Holanda, à 1h25 (horário de Brasília). As duas equipes ainda buscam um lugar na terceira fase do Mundial.
Roberta começou o Mundial na reserva de Dani Lins. Nos primeiros jogos, foi acionada apenas na inversão do 5-1. Contra Alemanha e México, porém, a levantadora teve mais tempo em quadra. O aviso é sempre em cima da hora. Por isso, então, Roberta se prepara para estar à disposição quando for chamada. 

Roberta tem tido mais chances no Mundial — Foto: Divulgação/FIVB

Desde o início, ele deixou claro que não tinha uma titular certa. Ou uma reserva certa. E o time todo está treinando para estar bem o tempo inteiro. Para todo mundo se manter no mesmo nível. Quase não consegue treinar por causa do horário dos jogos. Então precisamos tentar manter o mesmo nível de todos. Quem está no banco, precisa estar bem. O campeonato é longo. Um dia, você pode estar mal, acontece. Eu fico feliz de ter a minha chance e de ter entrado bem. Mas acho que isso não concretiza nada para mim. Só espero continuar jogando bem. Fico feliz, mas sei que a vitória e chegar à final é muito mais importante.

A seleção ainda busca seu melhor ritmo em quadra. Em sete jogos, foram duas derrotas – para Sérvia e Alemanha. Roberta diz, porém, que não há tempo para lamentar. Para a levantadora, com potencial para mostrar mais, a seleção está evoluindo no momento certo.

- É um campeonato muito longo e desgastante. Mais mentalmente que fisicamente. E temos de ligar e desligar a chavinha muito rápido. Perdemos um jogo e desligamos, já precisamos pensar no próximo. É tudo muito rápido. Acho que, a partir da partida contra o México, já estávamos pensando na Holanda. É um jogo muito importante na competição. A pressão é grande, mas o time tem conseguido se soltar. Estamos reagindo mais rápido.

Fonte: Globo Esporte