Conceição-PB

16/05/2018 - 08:06:17

Adolescente de 14 anos de idade já tem mais de 50 poesias de cordel e sonha em lançar um livro, em Concerição

“(... )ame, perdoe, sorria... aprende que ninguém é perfeito, eu sei que este mundo não é perfeito. Mas, se não tiver amor ao menos tenha respeito”. Com esses versos, Danyely Lacerda começou a entrevista para o canal VPNTV.

Autor: Redação do Portal

Adolescente de 14 anos de idade já tem mais de 50 poesias de cordel e sonha em lançar um livro, em Concerição

Assim como milhares de outras adolescentes, espalhadas por cada recanto do país, Daniely Lacerda Ramalho trouxe nas suas veias o dom de declamar poesias de cordel, um gênero literário popular escrito frequentemente na forma rimada, originado em relatos orais e depois impresso em folhetos. A adolescente é filha do casal, Damião Alves Ramalho e Francisca Pereira de Lacerda Ramalho, de quem recebe total incentivo pela sua arte.

Assista ao vídeo, abaixo

“(... )ame, perdoe, sorria... aprende que ninguém é perfeito, eu sei que este mundo não é perfeito. Mas, se não tiver amor ao menos tenha respeito”. Com esses versos, Danyely Lacerda começou a entrevista para o canal VPNTV. Durante a entrevista ela falou de sonhos, dos primeiros passos, dos primeiros versos e dos sonhos de publicar um livro.

O gosto pelo cordel teve início na vida de Daniely aos 9 anos de idade, quando ela escreveu sua primeira poesia com o intuito de homenagear a sua mãe. No quarto ano do primeiro grau, a adolescente começou a gostar da arte de escrever poesias de cordel e logo recebeu o incentivo da sua professora, Aparecida Valões, para a literatura cordelista. A influência para escrever vem dos tocadores de viola, bem como de um dos maiores cordelistas de todos os tempos, Patativa do Assaré, além do paraibano Ariano Suassuna. Na escola José Leite, onde a adolescente estuda, o incentivo vem da diretora do educandário, Maria das Neves, que sempre que tem eventos literários na escola faz questão que Daniely faça a demonstração do seu trabalho.

Na entrevista, Daniely Lacerda explicou que seu maior sonho é publicar um livro de cordel. Pelos cálculos feitos por ela, falta pouco. A adolescente já tem mais de 50 escritos de cordel, todos trabalhados e arquivados para que possam ser publicados na primeira oportunidade. Enquanto esse sonha não se realiza a adolescente publica seus trabalhos em um canal de vídeo, que ela tem na internet.

Na entrevista, Daniely explicou que, através dos seus escritos, tenta passar para as pessoas a mensagem de alegria e de superação. “Eu acho que a mensagem de alegria e de superação é uma das melhores formas de tentar mudas algumas coisas, através das palavras, entende? Eu sempre uso meus cordéis pra isso. Eu sempre falo sobre a vida, sobre recomeço, enfim”, explicou a adolescente.

 

Fonte: Redação do Portal Vale do Piancó Notícias