Conceição-PB

05/07/2018 - 14:27:05

“Voltei Conceição, foi a saudade que me trouxe pelo braço”, diz juiz Antônio Eugênio que reassumirá comarca

A data para o juiz assumir a comarca já foi marcada para a próxima terça-feira (10). Ele entrará de férias e na volta recomeçará seus trabalhos na comarca, onde trabalhou entre os anos de 2014 a 2017.

Autor: Redação do Portal

“Voltei Conceição, foi a saudade que me trouxe pelo braço”. Fazendo alusão à música de Luis Bandeira, no trocadilho Olinda/Conceição, o juiz, Antônio Eugênio ressaltou à reportagem do portal Vale do Piancó Notícias seu retorno à cidade, onde assumirá a 1ª Vara e a Diretoria do Fórum local.

A data para o juiz assumir a comarca já foi marcada para a próxima terça-feira (10). Ele entrará de férias e na volta recomeçará seus trabalhos na comarca, onde trabalhou entre os anos de 2014 a 2017. Durante este período em que esteve à frente da Comarca de Conceição o magistrado protagonizou diversas ações de combate à criminalidade. Teve no promotor de Justiça Osvaldo Barbosa e no delegado Glauber Fontes a parceria que rendeu bons frutos para a segurança pública da comarca, que compreende, além de Conceição, os municípios de Ibiara, Santana de Mangueira e Santa Inês.

De volta à comarca de Conceição, o juiz espera repetir a atuação do período em que assumiu a sua titularidade e contribuir para que a ‘paz reine’ no município. “Na volta pra casa ninguém se perde”, concluiu o magistrado, que se mostrou muito feliz em retornar à comarca de Conceição.

Projeto de  atividade artesanal em Cadeia Pública de Conceição ajuda na ressocialização de presos

Outra marca do magistrado, quando atuou na comarca de Conceição foi a ânsia pela ressocialização, pelo exercício do direito de todos os cidadãos, ainda que tenham cometido algum delito. Para ele, esse direito deve ser respeitado e os presos precisam ser reintegrados à sociedade de forma justa, pois segundo pensamento do juiz, os detentos devem ser tratados com dignidade e respeito, por serem, em sua maioria, pessoas que erraram e passam por uma espécie de castigo, onde precisam pagar pelos seus erros cometidos, mas que os paguem de forma justa e humana. Nesse contexto cresce a importância da adoção de políticas que efetivamente promovam a recuperação do detento no convívio social e tendo por ferramenta básica a Lei de Execução Penal e seus dois eixos: punir e ressocializar.

A 2ª Vara continuará com o juiz Kleyber Thiago Trovão Eulálio, que recentemente deixou a Comarca de Conceição para assumir a Comarca de São João do Rio do Peixe.
 

Fonte: Por Gilberto Angelo